Deputado Cabo Sabino sai em defesa dos aprovados no concurso de Quixadá

por | Destaques, Notícias, Política

O Deputado Federal Cabo Sabino (PR) divulgou uma nota de apoio as pessoas que foram aprovadas no concurso público de Quixadá.

Segundo o parlamentar, o Ministério Público deve atuar de maneira enérgica nesta causa, para não permitir que, ações consideradas políticas, prejudiquem centenas de pessoas.

Leia a nota do deputado na íntegra:

A comissão dos aprovados do concurso público realizado em julho de 2016, em Quixadá, denuncia que o atual prefeito, Ilário Marques, logo que assumiu, anulou a homologação do exame, que ocorreu no último dia 29 de dezembro, alegando irregularidades no certame, no qual foi todo acompanhado pelo Ministério Público Estadual e parlamentares da Câmara Municipal do município, inclusive os de oposição à antiga gestão. Tanto o MP como a sindicância instaurada pelos parlamentares alegaram que o exame ocorreu dentro das normalidades.

Participaram do concurso pessoas de todo o Brasil, onde aprovou mais de 750 pessoas, além dos classificáveis. Agora, os participantes se sentem prejudicados com a decisão do atual gestor. Ilário anulou a homologação do concurso para os próximos 30 dias, alegando que não foi respeitado o prazo final para homologação, que seria de dois dias.

No entanto, a comissão assegura que a homologação ocorreu no período certo. O concurso foi para as mais diversas áreas da Prefeitura, desde serviços gerais, administrativos, saúde, área da segurança pública, dentre outros.

Esperamos que o Ministério Público atue de maneira enérgica nesta causa, e não permita que ações consideradas políticas, não prejudique centenas de pessoas, que passaram dias e mais dias estudando e realizaram seu sonhos ao passar neste certame.




Comentários

Os comentários abaixo não representam a opinião do Monólitos Post; a responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Vamos da o troco. Nas urnas de novo

  2. Esse prefeito ainda vai se candidatar. Ele e a deputada. Raquel

  3. Não é questão de concordar ou não. É questão de lei. 3 advogados analisaram o edital e ele é muito claro sobre os critérios da homologação, lembrando que o resultado final com direito ao prazo cero pros recursos foi apresentado dia 19. Dia 29 apenas o resultado das provas de título para nível superior. Basta ver o edital pra comprovar que não houve ilegalidade.

  4. Não concordo quando a comissão assegura que a homologação foi feita no tempo certo, pois todos sabemos que não foi respeitado o prazo de dois dias para que os participantes entrem com recursos do resultado final .O resultado final divulgado no dia 29/12 mesmo dia em que foi em que foi .homologado.

Deixe seu comentário

Os comentários do site MonólitosPOST tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.