Ilário Marques bate boca com jornalista em plena Assembleia Legislativa

por | Destaques, Notícias, Política

Ex-ministro e Prefeito durante palestra em Quixadá

O Prefeito de Quixadá Ilário Marques (PT) bateu boca, no início dessa semana, com um jornalista em plena Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

Tudo aconteceu porque o jornalista Chico Campos, bastante conhecido pelos membros da imprensa cearense, postou em uma rede social uma crítica ao fato de que, segundo Campos,  a Prefeitura de Quixadá teria “bancado” palestra de um ex-ministro petista investigado por corrupção passiva na Operação Zelotes.

De acordo com o jornalista, Ilário teria se aproximado e perguntado se ele teria sido o autor da crítica, ao confirmar a informação o alcaide teria proferido inclusive palavras de baixo calão. “Você é um filho da P…” bradou o prefeito de Quixadá. Chico Campos estranhou a postura mal educada e grosseira do político e retrucou no mesmo tom dizendo que “filho da P… é você”. Ainda de acordo com Campos, houveram outras trocas de insultos e ao virar as costas o prefeito teria levantado o dedo médio – esse tipo de atitude, levantar este dedo com os outros dedos fechados, é considerado um insulto para a pessoa a quem se aponta, e é conhecido popularmente como “cotoco”.

Cabe agora aos vereadores que compõe a Câmara Municipal de Quixadá fiscalizar e investigar a acusação do jornalista para saber se realmente existiu dinheiro público bancando palestra de petista investigado por corrupção. A gestão atual, que não está conseguindo nem mesmo prestar os serviços  básico para a população quixadaense, não pode se dar ao “luxo” de bancar palestra para partido político.

Gilberto Carvalho

Gilberto Carvalho já exerceu cargos na prefeitura municipal de Santo André e, também, foi o chefe de gabinete da campanha do candidato Lula à Presidência da República. Durante o governo da Presidenta Dilma foi Ministro-chefe da Secretária Geral da Presidência da República.

No dia 19 de setembro a Justiça Federal em Brasília aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra Gilberto Carvalho e o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção passiva em um dos processos da Operação Zelotes. De acordo com a denúncia, Lula, Carvalho e mais cinco investigados são acusados de beneficiar montadoras de veículos por meio da edição de medidas provisórias. As empresas automobilísticas teriam prometido R$ 6 milhões a Lula e Carvalho em troca de benefícios para o setor, afirmam os procuradores do caso.

loading...



Comentários

Os comentários abaixo não representam a opinião do Monólitos Post; a responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Isto é muito grave!!!!!!!!!!!

Deixe seu comentário

Os comentários do site MonólitosPOST tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.