Foragido da justiça morto em Russas teria participação na morte de três policiais militares em Quixadá

por | Destaques, Notícias, Polícia

Ele é acusado de fazer parte de uma quadrilha de assaltos a bancos e apontado pela polícia como responsável por várias mortes (foto: Blog do Fernando Ribeiro)

Foi morto na cidade de Baraúna na manhã desta segunda-feira (16) em um confronto com a polícia do Rio Grande do Norte, José Delano Diógenes, o “Delaninho” ou “Chacal”. Ele era foragido da justiça cearense desde junho deste ano, quando escapou da Casa de Privação Provisória de Liberdade Professor José Jucá Neto (CPPL III), em Itaitinga, Região Metropolitana de Fortaleza, junto com outros 20 detentos, segundo a Secretaria da Segurança (Sejus).

De acordo com informações do Portal G1 da Globo, ele fazia parte da quadrilha que matou três policiais militares na Zona Rural de Quixadá, Sertão Central do Estado, em 2016.

Ainda segundo reportagem do portal G1, sargento Laudeilson Neves, comandante da PM em Baraúna, o suspeito fez um assalto em Mossoró e fugiu com um carro roubado para o município. Porém, ao chegar no centro da cidade, ele bateu. Como o veículo ficou sem condições de uso, o homem apontou uma arma contra o motorista de uma ambulância que estava parada e tomou o carro.

Delano, então, tentou fugir em direção ao Ceará, mas foi perseguido pela PM. Segundo o sargento, a perseguição seguiu até a entrada de Russas, município do Ceará, onde José Diógenes capotou a ambulância.

“As informações que recebi da minha equipe são de que ele saiu do carro atirando com um fuzil 556 e foi baleado. Os policiais ainda o socorreram, mas ele já chegou ao hospital sem vida”, afirmou o sargento.

loading...



Deixe seu comentário

Os comentários do site MonólitosPOST tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.