Em 20 anos, as máquinas estarão entre nós, diz guru do Google

por | Destaques, Entretenimento, Notícias

Seguindo na direção contrária de outros entusiastas da tecnologia como Elon Musk e Stephen Hawking, que defendem que, o uso indiscriminado da tecnologia pode ocasionar uma possível 3ª Guerra Mundial (e domínio do planeta por máquinas), um dos chefões de IA (Inteligência artificial) do Google acredita que os avanços da inteligência artificial são fundamentais para garantir a evolução da raça humana e que iremos nos unir aos robôs muito em breve.

Retirando os EUA da equação – já que guerras são praticamente um patrimônio da cultura e da economia do país –, Ray Kurzweil diz que, vivemos em uma época mais pacífica e próspera se comparada as outras épocas constituintes da história da humanidade. De acordo com o guru futurístico da empresa de buscas, os índices de fome e pobreza alcançaram estão os menores níveis dos que já foram registrados em escala mundial, ao mesmo tempo que cada vez mais pessoas (cerca de 3 bilhões) têm apossuem acesso a smartphones e à internet.

De acordo com ele, é mais provável que a tecnologia continue evoluindo e ajudando no sentido de melhorar o planeta do que se torne algo que saia do controle humano e que antes da hora os seres humanos de diversas funções trabalhistas. O discurso é lindo, mas se as afirmações do guru futurístico forem verdade, aonde iremos a partir daí? A resposta que de Kurzweil dá é simples e objetiva: vamos nos unir de vez à tecnologia e fazer com que ela seja parte dos nossos corpos.

Pensamento no lugar de comandos de voz

Ao falar de robôs entre nós no futuro, muitas pessoas têm em mente um ciborgue estilo RoboCop, constituído por uma carcaça metálica, porém, segundo o Guru essa realidade nada tem a ver com a que se espera: implantes e funções extras, somente. Um chip inserido na sua cabeça, pode por exemplo, facilitar a busca que já realizada com frequência nas assistentes pessoais como Siri no Iphone e a Cortana, da Microsoft. O pensamento no lugar de comandos de voz é uma outra aposta do profissional. De acordo com ele, nosso cérebro estará diretamente conectado à cloud – nuvem – muito, muito em breve. Mas aí podemos questionar: o quão breve? Ele diz que, até 2029 isso deve acontecer, sem sombra de dúvidas – e ele é conhecido por não errar muito em suas previsões.

Da mesma forma que migramos naturalmente do celular ctradicional para os smartphones e do offline para o gigantesco mundo online, Kurzweil garante que não viremos perceber as mudanças trazidas nas nossas vidas pela tecnologia e pela IA acontecendo em tempo real. Mas, acredite, essas mudanças irão sim acontecer. Para ele – e outros que pensam como ele – ficaremos cada vez mais dependentes das máquinas e ligados a elas, e tudo bem, faz parte da evolução atual da humanidade. O que você acha desse tipo de proposta?


WerbessonPor Werbeson Arruda Santiago – Publicitário, Jornalista e Fã de Tecnologia
Email:
werbessonsantiago@gmail.com

loading...



Deixe seu comentário

Os comentários do site MonólitosPOST tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.