Comarca de Quixadá será inspecionada pela Corregedoria-Geral da Justiça

- por
  • Compartilhe:

A partir do próximo dia 15, as unidades judiciárias da Comarca de Barbalha (1ª, 2ª e 3ª Varas) passarão por inspeção judicial. Sob a supervisão do corregedor-geral da Justiça, desembargador Francisco Darival Beserra Primo, as atividades serão conduzidas pelos juízes auxiliares da Corregedoria Ernani Pires de Paula Pessoa Júnior, Henrique Lacerda de Vasconcelos e Flávio Vinicius Bastos Sousa.

No dia 19, será realizada, às 15 horas, a abertura dos trabalhos de inspeção nas unidades judiciárias de Quixadá (1ª, 2ª e 3ª Varas e no Juizado Especial Cível e Criminal). Na ocasião, o desembargador irá se reunir com magistrados das comarcas do Sertão Central no Fórum de Quixadá. “Ministraremos orientações aos juízes, bem como colheremos sugestões ou reclamações visando o aprimoramento dos trâmites processuais”, disse o corregedor.

O calendário das inspeções está previsto no Código de Organização Judiciária do Estado e Regimento Interno da Corregedoria, além de atender à meta da Corregedoria Nacional de Justiça, que estabelece que as Corregedorias estaduais devem fazer, anualmente, correição em pelo menos 34% das unidades jurisdicionais, ainda que por amostragem.

A Corregedoria-Geral é um órgão do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) que tem competência para fiscalizar, orientar e aprimorar os serviços judiciais e extrajudiciais prestados à população, bem como zelar pela regular conduta dos juízes e servidores.




Comentários

Os comentários abaixo não representam a opinião do Monólitos Post; a responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Quixadá é uma das comarcas mais importantes de todo o Ceará, contando com um grande número de processos criminais e cíveis, além dos processos de execução penal. A 1 ª Vara de Quixadá, agora ficará, além dos processos cíveis, também encarregada de toda a execução penal em relação a própria comarca de Quixadá, também em relação as execuções penais das comarcas de Choró e de Banabuiú, bem como terá que ser feito pelo Juízo da 1 ª Vara, todos trabalhos do júri em relação a Quixadá, Choró e Banabuiú, redundando e muito mais trabalho a ser feito, tendo em vista que tanto a quantidade de ações cíveis, quanto a de ações penais vem aumentando, a medida que a população vem aumentando e também ante o fato de a população estar envelhecendo relativamente (com idade média), passando a ter uma maioria de pessoas adultas.

Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.