Polícia deflagra operação em Itapiúna, Capistrano e mais dois municípios e sequestra mais de R$ 4 milhões em bens

- por
  • Compartilhe:

A Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) deflagrou, nesta quarta-feira (12), a segunda fase da Operação Labirinto que teve como alvo o confisco de bens adquiridos por meio de infrações penais. A operação foi realizada nas cidades de Fortaleza, Baturité, Capistrano e Itapíuna. Nesta fase, a Polícia Civil prendeu quatro pessoas, cumpriu cinco mandados de busca e apreensão – que resultaram na apreensão de documentos –, além dos sequestros de oito veículos, oito empresas, um apartamento, um terreno situado em um condomínio de luxo e uma carta de crédito no valor de 400 mil reais. O valor total dos bens apreendidos ultrapassa os R$ 4 milhões.

O trabalho policial é resultado de investigações da Delegacia Municipal de Quixeramobim, com apoio da Coordenadoria de Inteligência da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social, sobre o envolvimento de integrantes com o tráfico de drogas e outras práticas ilícitas na região do Sertão Central. Os levantamentos policiais tiveram início em janeiro de 2018, com foco nas negociações de entorpecentes da organização criminosa que atua na região, em especial, nos municípios de Quixeramobim, Milhã e Senador Pompeu.

1ª Fase

No último mês de abril, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE) deflagrou a 1ª fase da Operação Labirinto, que teve como objetivo cumprir mandados de busca e apreensão e de prisão em desfavor de alvos que integram uma organização criminosa com atuação em municípios do Sertão Central. Na época, foram cumpridos mais de 80 mandados de prisão e 53 mandados de busca e apreensão.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.