Câmara de Quixadá recebe mais um pedido de cassação do presidente preso, mas interino se recusa a colocar em votação

- por
  • Compartilhe:

A Câmara Municipal recebeu nesta quinta-feira (28) mais um pedido de cassação do mandato do presidente da casa, Ivan Construções (PT). A solicitação partiu novamente da população. Desta vez foi a cidadã Ivana Maria Lopes que, assim como os vereadores de oposição ao prefeito Ilário Marques (PT) e o jovem Jhonathan Oliveira, demostra sua indignação com a permanência de Ivan no Legislativo e no comando da Mesa Diretora mesmo estando preso há mais de sete meses, fato que ocorreu em decorrência da deflagração da operação “Casa de Palha”, no dia 24 de abril.

Ivan Construções é acusado pelo Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) de comandar um esquema de fraude em licitações tanto na Câmara como na Prefeitura de Quixadá. Ao longo das investigações o órgão abriu outras ações contra o presidente do Legislativo, demonstrando através de interceptações telefônicas e vasta documentação que comprovam  indícios da prática dos crimes Peculato, Lavagem de dinheiro e formação de quadrilha.

O documento da solicitação da cassação de Ivan Construções feito por Ivana Lopes, diz que “trata-se de pleito embasado em fortes provas de que houve abuso de poder político com consequente ruptura de decoro parlamentar a que o vereador, até então presidente dessa Casa de Legislativa, vinha se beneficiando com a empresa em licitações, bem como na forma de peculato e falsidade ideológica ao perpetuar SUMULAÇÕES DE DESPESAS, de forma reiterada e em continuidade delitiva”.

Enquanto a população, os vereadores de oposição e o MPCE agem para que a Câmara Municipal casse Ivan Construções e a casa retome sua imagem, o presidente interino, Denis Dutra (PT), evita colocar para votação dos 17 vereadores o últimos pedidos de afastamento da direção da Mesa Diretora e também os dois realizados pelos quixadaenses.

Nos bastidores da política local, os comentários são de que o presidente interino é orientado por Ilário Marques a não colocar os projetos de destituição de Ivan do cargo porque tem medo de sofrer represália através de uma delação premiada do chefe do Legislativo.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.