Prefeito de Quixadá descumpre decisão, desafia mais uma vez a Justiça e deverá ser multado em R$ 100 mil

- por
  • Compartilhe:

O prefeito de Quixadá Ilário Marques do PT passou os últimos quatro anos perseguindo trabalhadores mais humildes e desafiando a Justiça seja qual for a instância. Foi assim desde a celeuma do concurso público que ainda encontra-se em uma batalha judicial e poderá ter um novo capítulo nos próximos dias. Ao que parece, o petista se acha forte e poderoso o suficiente para “peitar” o Poder Judiciário para satisfazer seus interesses e vontades pessoais. 

Na última segunda-feira (12), o Juiz Eleitoral da 6ª zona eleitoral, Dr. Welithon Alves de Mesquita, determinou após pedido do Ministério Público Eleitoral, que os atos de campanha nos municípios de Quixadá, Ibaretama, Banabuiú e Choró devem limitar-se a participação de 100 pessoas, conforme determina o decreto estadual em vigor e seguindo todas as recomendações sanitárias. A multa em caso de descumprimento da decisão judicial é de R$ 100 mil por cata ato, cujo valor será revertido ao fundo partidário, sem prejuízo da apuração de responsabilidade criminal.

No entanto, nesta terça-feira (13), apenas um dia após a decisão do magistrado, em uma clara intenção de afrontar e desafiar mais uma vez a Justiça, Ilário Marques promoveu atos de campanha em totais desacordos com a determinação judicial, extrapolando a quantidade de pessoas autorizadas e sem respeitar a distância mínima obrigatória. Em fotos e vídeos compartilhadas em suas próprias redes sociais, Ilário Marques não de mostra nenhum pouco preocupado com as sanções judiciais que possa sofrer e com a multa que poderá ser aplicada pela Justiça Eleitoral devido ao descumprimento da decisão proferida pelo Juiz Dr. Welithon Alves de Mesquita.

Em Auto de Constatação, o Cartório da 6ª Zona Eleitoral de Quixadá constatou que de fato o candidato desrespeitou decisão judicial e promoveu ato de campanha com número de pessoas acima do limite permitido. O Juiz Eleitoral da 6ª Zona, deverá se pronunciar nas próximas horas e aplicar a multa de R$ 100 mil prevista na decisão.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.