Associação Cearense do Ministério Público repudia ataques do prefeito de Quixadá contra promotor Marcelo Cochrane

- por
  • Compartilhe:

Na última quinta-feira (19) durante uma participação em uma emissora de rádio e ainda desnorteado e apático após a acachapante derrota sofrida nas urnas no último dia 15 de novembro quando foi vencido pelo médico Ricardo Silveira com mais de 3 mil votos de diferença, o atual prefeito de Quixadá partiu para o ataque, baixou o nível e em tom altamente desrespeitoso, acusou sem provas o promotor de Justiça Marcelo Cochrane de atuar de forma política para atrapalhar sua gestão e que teria agido juntamente com setores da oposição para lhe afastar do cargo durante a operação “Fiel da Balança”. O petista afirmou ainda, que o representante do Ministério Público agiu de forma parcial ao defender a manutenção do concurso público realizado ainda na gestão anterior e que foi alvo de inúmeras ações judiciais do petista com o intuito de anular a validade do certame.

As declarações do prefeito de Quixadá foram muito mal recebidas por representantes do Ministério Público que sentiram-se insultados e desrespeitados pelo petista. Na noite desta sexta-feira (20), a Associação Cearense do Ministério Público divulgou nota repudiando as infelizes declarações dadas pelo petista a imprensa.

“As acusações de Ilário são graves e não condizem com a atuação responsável, honesta e competente do Promotor de Justiça Marcelo Cochrane e demais colegas daquela região, a quem a ACMP reitera total apoio, ao mesmo tempo em que registra publicamente que pressões como essa não tendem a comprometer o trabalho sério e irrepreensível realizado pela instituição.”, diz parte da nota divulgada nesta sexta-feira pela Associação Cearense do Ministério Público.

Em toda sua gestão, o petista nunca teve bom relacionamento com o Ministério Público e o Poder Judiciário, desafiando e descumprindo em diversas oportunidades decisões judiciais proferidas em seu desfavor. O mesmo termina seu mandato no próximo dia 31 de dezembro, desgastado politicamente, rejeitado pela população nas urnas e com grande risco de ser alvo de novas operações do Ministério Público muito em breve devido aos graves desmandos e indícios de corrupção registrados em sua gestão e que continuam em investigação.

Leia abaixo a nota divulgada pela Associação Cearense do Ministério Público. 

A Associação Cearense do Ministério Público (ACMP), em defesa e apoio aos trabalhos realizados pelo Promotor de Justiça Marcelo Cochrane, na época em que atuava na Comarca de Quixadá, vem a público repudiar as insinuações feitas pelo prefeito do município, Ilário Marques.

Durante entrevista concedida à emissora de rádio de Quixadá, Ilário acusou o Promotor de Justiça de orientar politicamente o trabalho do Ministério Público do Estado do Ceará (MP-CE) em prol da manutenção do concurso público realizado ainda na gestão anterior da Prefeitura.

Vale ressaltar que as investidas de Ilário com o objetivo de anular o concurso e a lei que criou os cargos providos pelo certame foram negadas pelos juízes de primeira instância que atuaram no feito, pelo Tribunal de Justiça do Ceará (TJ-CE), pelo Superior Tribunal de Justiça (STJ) e pelo Supremo Tribunal Federal (STF), que acolheram as teses jurídicas do Ministério Público, demonstrando que a atuação se pautou pela técnica jurídica.

As acusações de Ilário são graves e não condizem com a atuação responsável, honesta e competente do Promotor de Justiça Marcelo Cochrane e demais colegas daquela região, a quem a ACMP reitera total apoio, ao mesmo tempo em que registra publicamente que pressões como essa não tendem a comprometer o trabalho sério e irrepreensível realizado pela instituição.

 




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.