EXCLUSIVO: Durante investigação de homicídio, blogueiro do ex-prefeito é flagrado tramando contra Ministério Público

- por
  • Compartilhe:

Em outubro de 2017 o Monólitos Post publicou uma matéria mostrando que o Ministério Público do Estado do Ceará iniciou uma investigação sobre uma denúncia na qual um blogueiro ligado ao prefeito Ilário Marques (PT) recebia renumeração da prefeitura e da Câmara Municipal, sem ter a obrigação de aparecer nos locais de trabalho. Na época, a oitiva aponta que o blogueiro Gooldemberg Saraiva, que é concursado como vigia da secretaria de educação, recebia, entre os meses de janeiro a abril daquele ano, tanto do parlamento local como da atual gestão do município.

Agora, o Monólitos Post conseguiu acesso a um Procedimento Investigatório Criminal que tramita em segredo de justiça na comarca local. As investigações são para elucidar o homicídio de Wagner Bezerra Rodrigues, conhecido como Wagner do Marcondes, ocorrido em 04 de junho de 2017.

O Monólitos Post teve acesso a uma vasta documentação, e a investigação mostra que cinco pessoas estão sendo investigadas como suspeitos de terem planejado o assassinato de Wagner do Marcondes. A lista vai de empresários a políticos.

Segundo a documentação, a Polícia Civil deflagrou a “Operação Thanatus  Ruprestre” com o objetivo de elucidar o crime, e, realizou, com autorização da justiça, várias interceptações telefônicas. Contudo, no dia 25 de janeiro de 2019, o Juiz Dr Adriano Ribeiro Furtado, respondendo pela 1ª Vara da Comarca de Quixadá, autorizou o compartilhamento das informações sigilosas contidas nas interceptações com o Ministério Público.

Em uma das conversas, autorizadas pelo magistrado, o genro do prefeito de Quixadá, Milton Xavier Dias Neto, vulgo Neto Dias, foram flagrados tramando contra a investigação do Ministério Público. Os diálogos tratam justamente sobre o acúmulo de cargos do blogueiro Gooldemberg Saraiva, e se mostra preocupado quanto a investigação do promotor. Na conversa, Neto Dias pede para que o blogger procure o diretor da Câmara da época para tratar do registro de ponto, e recomenda que a partir de então ele compareça a sede do Poder Legislativo todos os dias. Além disso, eles trataram sobre o pagamento de uma emissora de rádio.

Apesar de ter sido flagrado em áudios autorizados pela justiça durante a operação “Thanatus Rupestre”, o blogueiro também é investigado em um Inquérito Civil instaurado pelo Ministério Público Estadual para apurar atos de acumulação ilegal de cargos públicos, ausência de serviços, pagamentos indevidos e improbidade administrativa.

Por causa disso, o Ministério Público solicitou ao Judiciário o compartilhamento, da gravação de Gooldemberg Saraiva com um dos suspeitos do homicídio, no Inquérito que investiga o blogueiro, visto que no referido áudio ambos conversam a respeito de uma investigação do MP sobre acúmulo de cargos e, em seguida, os dois combinam “providências” como a assinatura de registro de ponto e a preparação de recibos para justificar pagamentos realizados através de uma rádio.

O Inquérito contra o blogueiro é extenso e contém fatos graves contra a Administração Pública, mas avançam as investigações sobre esse caso. Recentemente, em 21/12/2020, o promotor de justiça responsável pelo Inquérito requisitou à uma emissora de rádio de Quixadá informações sobre o vínculo empregatício ou contratual do investigado com a emissora e sobre os pagamentos realizados e dias e horários trabalhados.

Segundo o Inquérito, a investigação descobriu que Gooldemberg Saraiva acumulou remuneração oriunda de sua lotação da secretaria de administração e na Câmara Municipal de Vereadores de Quixadá, durante a gestão do ex-presidente Ivan Construções (PT). Os autos revelam que Gooldemberg aparece como servidor, ocupante de cargo efetivo da prefeitura, com carga horária de 40 (quarenta) horas, além de ocupar um cargo em comissão no Poder Legislativo, com carga horária de 30 horas.

Agora, as provas coletados no âmbito do Inquérito Civil serão reforçadas com as provas compartilhadas, no caso as interceptações telefônicas em que Gooldemberg Saraiva foi flagrado na conversa com um suposto mandante de assassinato, traçando um plano para, possivelmente, impedir ou embaraçar a investigação mediante a providência de recibos e registros de pontos fraudados.




Comentários

Os comentários abaixo não representam a opinião do Monólitos Post; a responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Esse rapaz é tratado pelos religiosos em Quixadá como uma criatura trabalhosa. A congregação a que ele pertence investiu nele e determinou desde a gestão de 2013/2016 o seu afastamento de querelas políticas. Ele enganou os líderes religiosos, utiliza-se de laranja pra denegrir a imagem dos adversários de seu patrão, é um rapaz sem jeito… já usou até nome fictício pra sobreviver nas sombras da maldade…a casa caiu.

Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.