Mulher que ficou com anel preso ao dedo é socorrida pelos Bombeiros em Canindé

- por
  • Compartilhe:

O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) atuou em uma ocorrência para retirar um anel que ficou preso no dedo de uma Senhora. O caso aconteceu na noite de sábado (03), no município de Canindé.

Por volta das 19 horas, os Bombeiros Militares de Canindé recebeu a visita de uma Senhora do Bairro Boa Vista próximo a entrada da cidade que se queixou de estar com um anel preso em seu dedo, deixando seu dedo inchado e prendendo a circulação.

A equipe realizou uma inspeção visual e, mediante a ausência de risco, apesar do dedo da Senhora se encontrar inchado, iniciou-se o corte da aliança por meio de uma mini retífica. Após a intervenção, os bombeiros retiram o anel preso no dedo da Senhora em cerca de 50 segundos.

De acordo com o Subtenente Silva Gomes, “todas as guarnições de Resgate e de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros dispõem desse equipamento, além das unidades operacionais. Neste caso específico, a vítima veio direto a sede dos Bombeiros em Canindé.

gualmente, conforme o Tenente-Coronel Anderson Viana, situações como essa são corriqueiramente atendidas nos próprios quartéis do Corpo de Bombeiros. “Muitas pessoas se encaminham diretamente às unidades da Corporação em busca de auxílio em casos semelhantes. No entanto, recomendamos que, primeiramente, quando possível, a vítima deve se deslocar a uma unidade de saúde mais próxima de sua residência para avaliação clínica. Somente após essa avaliação que os bombeiros militares deverão atuar”, ressaltou o comandante de Bombeiros do Interior (CBI).

Em suma, em 2020, o Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE) atendeu 110 ocorrências de retirada de anel/aliança em dedo. Enquanto que em 2019, foram atendidas 61 ocorrências.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.