ASSISTA: Vereador de Quixadá disse que estudou coronavírus antes mesmo do vírus ser descoberto

- por
  • Compartilhe:

A Organização Mundial da Saúde (OMS) está perdendo a grande oportunidade de ter em seu quadro de colaboradores um quixadaense: o vereador Welington Xavier, popularmente conhecido pelo apelido de Ci. O parlamentar usou espaço na sessão virtual da Câmara do município, no último dia 28 de abril, para dizer que é um exímio estudioso do vírus que afeta toda humanidade.

Com sede em Genebra, na Suiça, pesquisadores e cientistas da OMS perderam uma grande chance de adquirir conhecimento com o vereador, talvez não apenas pela distância entre aquele país e o bairro simples de Quixadá, o Campo Novo, onde o parlamentar nasceu. Foi de lá que Ci saiu e se trancou no luxuoso hotel Marina Park para estudar, antes mesmo do novo coronavírus existir, chegar ao país e ser conhecido pela população mundial, como o vírus causador da pandemia que afeta todo o mundo.

Essa história esdrúxula de conhecimento do vírus foi contada pelo próprio Ci, que é conhecido em Quixadá por ser o vereador fakenews pelas falácias, contradições e causos mirabolantes. “Nós passamos dois anos, dentro de um hotel, Marina Park, lá em Fortaleza, entrando na sexta, saindo no domingo à noite, durante dois anos, pela Fundação Dom Cabral, nos treinando e nos preparando para este vírus”, jura de pé junto o edil. Para “fortalecer” o seu discurso, o vereador comentou ainda que continua nos grupos da instituição que citou.

Após esta declaração e depois dos dois anos de estudo, mesmo o vírus chegando no país apenas 2020, o vereador disse que buscou alertar as autoridades do município de Quixadá sobre o vírus, mas, neste caso, apenas em 2021, após mais de um ano em que a pandemia do coronavírus chegou ao Brasil. Contraditório? Não. Ao que parece, Ci tem tratado a Câmara Municipal como espaço para contação de mais um de seus causos mirabolantes aos colegas vereadores. Foi apenas isso que aconteceu na sessão daquele dia 28 de abril.

Não fugindo de suas características, o vereador, recentemente, espalhou fakenews dizendo que havia faltado oxigênio para os pacientes das UTI’s de combate a Covid-19, instaladas na Maternidade Jesus, Maria e José, e que são administradas pela Prefeitura de Quixadá. Horas após a fake news se espalhar na cidade, a gestão municipal e a direção da maternidade desmentiram o vereador, informando o que havia acontecido.

Ainda em abril, Ci registrou, em vídeo, uma bebedeira em sua casa, afrontando as determinações das autoridades de saúde sobre o distanciamento social e o decreto do município, que proíbe aglomeração e a venda de bebida alcoólica em Quixadá.




Comentários

Os comentários abaixo não representam a opinião do Monólitos Post; a responsabilidade é do autor da mensagem.
  1. Eu acredito no Cí .

Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.