Em Canindé, Bombeiros são capacitados em técnicas de resgate e criação de abelhas

- por
  • Compartilhe:

Bombeiros são qualificados e treinados para resgatar e criar abelhas

A 6ª Companhia do 3º Batalhão do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Ceará (CBMCE), localizada no município de Canindé, atua de maneira diferente em ocorrências envolvendo abelhas. Por meio de uma parceria, desde o ano passado, o Corpo de Bombeiros e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Ceará (Ematerce), órgão público estadual vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Estado do Ceará (SDA), se uniram para promover um curso de apicultura voltado aos bombeiros militares do Estado

A iniciativa tem como objetivo a captura e a criação de abelhas. Dessa forma os profissionais do CBMCE, além de aprenderem a técnica adequada para manipular esses insetos, garantem também a preservação natural da produção de mel das abelhas da região. Com a iniciativa, a 6ª Companhia é a única do Ceará a realizar esse tipo de resgate e a possuir uma criatório de abelhas, em apiário próprio.

O curso vem sendo ministrado por técnicos em apicultura da Ematerce e criadores de abelhas locais. Ao todo, 30 profissionais de diversas entidades já participaram do curso, entre bombeiros e policiais militares, guardas municipais e apicultores da região. O apiário do CBMCE fica localizado nas dependências da unidade de Canindé, sendo manuseado pelos próprios bombeiros da corporação.

A criação acontece de forma permanente envolvendo técnicas que não comprometam a preservação da espécie. O resgate muitas vezes é demorado. Porém, os bombeiros militares de Canindé contam com um equipamento para agilizar o resgate por meio de um método de sucção. O equipamento é simples e eficiente nas ocorrências envolvendo abelhas.

De acordo com o comandante adjunto da 6ª Companhia do 3º Batalhão CBMCE de Canindé, tenente Erasmo Vieira da Costa, a técnica garante a preservação das abelhas, além de manter o alinhamento da equipe em possíveis ocorrências que envolvam esses insetos. “A ideia de montar esse equipamento surgiu da necessidade de resgatar abelhas nos locais mais improváveis. Muitas vezes nos deparamos com abelhas no interior de armários, embaixo de pias, entre outros lugares. Além dos oficiais estarem devidamente treinados para esses tipos de ocorrência, também têm consciência ecológica. Sabemos da importância que as abelhas têm na natureza, pois elas são as responsáveis pela polinização das flores de praticamente todas as frutas e vegetais conhecidos”, explicou o oficial.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.