Produtores rurais têm até 27 maio para aderir a benefícios de renegociação de dívidas

- por
  • Compartilhe:

Os produtores rurais que possuem dívidas antigas com o Banco do Nordeste têm até esta quinta-feira (27), para aproveitar os benefícios da Medida Provisória 1016/2020. O instrumento legal é destinado a operações de crédito contratadas com o Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) há mais de sete anos; que não foram renegociadas nos últimos 10 anos com amparo em lei específica; com vencimento final ocorrido há mais de 360 dias. Entre as vantagens de adesão à MP, está o desconto de até 70% sobre o saldo devedor atualizado.

Segundo o Banco do Nordeste, em toda sua área de atuação, que inclui todos os estados do nordeste, além do norte de Minas Gerais e do Espírito Santo, são aproximadamente 427,8 mil operações de crédito aptas a serem renegociadas com as condições da Medida Provisória em vigor. Para o Ceará, o montante é de 57.782 contratos enquadrados.

Segundo o superintendente estadual do Banco do Nordeste no Ceará, em exercício, Arthur Valente Júnior, “a abrangência deste instrumento legal, que traz benefícios tanto para operações de crédito urbanas quanto rurais, apresenta-se como uma grande oportunidade de regularização dessas dívidas, as quais agora podem ser renegociadas com vantagens ao empresário e ao produtor rural. Diante do cenário de maior dificuldade econômica em razão da crise sanitária causada pela pandemia do novo coronavírus, ter sua situação normalizada, de modo a viabilizar acesso a novas linhas de crédito, é fundamental para manter os negócios”.

O gestor destaca ainda outras vantagens para adesão à essa MP, como o prazo de pagamento de até dez anos e os encargos de normalidade para atualização da dívida.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.