Profissionais do Hospital Regional do Sertão Central promovem momentos terapêuticos para pacientes com Covid-19

- por
  • Compartilhe:

Fé, oração e louvor trazem alívio para os pacientes com Covid-19 internados na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional do Sertão Central (HRSC), unidade da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa) gerida pelo Instituto de Saúde e Gestão Hospitalar (ISGH). Os profissionais de saúde da unidade estão realizando durante as manhãs, ao iniciar o plantão, momentos terapêuticos e espirituais com duração de 15 minutos. O objetivo é favorecer o bem-estar físico, mental e emocional tanto de pacientes quanto dos funcionários da UTI.

esgotamento físico e mental dos profissionais que trabalham na linha de frente contra a Covid e a perceptível fragilidade emocional dos pacientes foram os motivos para iniciar essa atividade terapêutica conjunta. Durante o ato, os profissionais cantam e oram, fazem leituras e falam mensagens de encorajamento.

A UTI é um setor que abrange cuidados direcionados à gravidade dos pacientes, aos procedimentos invasivos e ao risco iminente de morte. Nesse cenário, o ambiente é considerado um lugar estressante, o que compromete a saúde emocional dos profissionais, dos pacientes e de seus familiares.

Segundo Tâmara Medeiros, coordenadora de Enfermagem da UTI Covid, após os momentos terapêuticos e espirituais, os discursos dos pacientes sobre o medo da morte, a solidão e saudade provocada pelo isolamento mudaram para relatos sobre paz de espírito, fortalecimento e renovação das esperanças, refletindo a importância da inserção dessas práticas nos ambientes de terapia intensiva. “Percebeu-se como uma oportunidade de bem-estar ao exercerem suas crenças pessoais e encontrarem fortalecimento diante da dificuldade do enfrentamento à doença para quem cuida e para quem está sendo cuidado”, relata.

Melhora clínica

A coordenadora reforça que a espiritualidade é um fator que está presente no cotidiano da vida das pessoas. Além disso, ajuda a amenizar os sentimentos negativos que prejudicam a melhora das condições clínicas provocadas pela carga da doença, dando maior segurança e aceitação nos momentos difíceis. “Utilizar esses momentos terapêuticos para intensificar a recuperação do processo saúde-doença na Covid fortifica a qualidade de vida e saúde dos pacientes, bem como dos profissionais”, explica.

Para Jany Patricia Ribeiro Barbosa, técnica de enfermagem do HRSC, é um prazer participar desses momentos de fé. “Tentamos de uma forma ou de outra levar conforto e calma para o coração deles e da família”.

Ela relata que, depois que os momentos de oração pela manhã foram iniciados, os profissionais sentiram a diferença na recuperação dos pacientes. “Alguns que estão conscientes e orientados pedem os hinos para levarem para casa, oram junto com a gente. É muito gratificante, enquanto profissionais”.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.