TV Monólitos: “Ex-prefeito era pra ser processado por prejudicar o povo de Quixadá”, disse Domingos Neto

- por
  • Compartilhe:

 

O deputado federal Domingos Neto, durante visita a Quixadá nesta quarta-feira (7), confirmou que o município de Quixadá deixou de receber quase R$ 1 milhão em recursos porque o ex-prefeito Ilário Marques teria deixado de assinar um documento onde confirmava a destinação da verba.

Eu, como relator do orçamento, destinei no ano passado, quase R$ 1 milhão para pavimentação do Carrascal, Boa Esperança e Jean Silva. Destinei o recurso, o recurso foi empenhado pelo Ministério, e cabia ao gestor só assinar dizendo que aceita o dinheiro que mandei para Quixadá. O ex-prefeito (Ilário Marques) não aceitou receber quase R$ 1 milhão de reais, fez voltar, devolver o dinheiro, perder essa emenda que iria beneficiar várias famílias, e o prefeito que só precisava assinar um papel, deixou de assinar de propósito”, declarou Domingos Neto.

A emenda parlamentar ao qual Domingos se refere teria sido destinada a Quixadá pelo deputado no fim de 2020, no mês de dezembro, quando o resultado das eleições já havia reconhecido Ricardo Silveira como próximo prefeito. Na opinião de Domingos Neto a atitude merecia ser alvo de punições.

“Isso é uma vergonha, isso é algo indigno na vida pública, isso devia ser motivo de um processo de improbidade administrativa, isso foi um prejuízo para as famílias que deixaram de receber obras com esse valor que iria chegar”, completou o parlamentar.

Mais cedo, durante o ato solene de assinatura da ordem de serviço da pavimentação do bairro Carrascal, Domingos Neto voltou a afirmar o fato, evidenciando como verdade o fato que veio a tona no fim de 2020, mas que até então, era rechaçado pelo grupo político de Ilário Marques como uma fale news.

O prefeito de Quixadá, Ricardo Silveira, também condenou a postura do ex-prefeito petista, mas disse que graças a parceria mantida com Domingos Neto terá a chance de receber novas e futuras emendas que o deputado deverá enviar a Quixadá.

“Isso é um absurdo que aconteceu, mas o povo de Quixadá está vivendo um novo tempo, uma nova história. O deputado Domingos Neto já conversou comigo e garantiu que vai enviar novamente essa emenda e destinar outras, para que através desta parceria, e com sua ajuda em Brasília, possamos construir um Quixadá melhor para os quixadaenses”, finalizou Ricardo.

Em vídeo que circula nas redes sociais, o ex-prefeito tenta justificar relatando que o empenho somente aconteceu após as 17 horas do dia 31 de dezembro. Contudo, documentos obtidos pelo Monólitos Post revelam que a Caixa Econômica Federal confirmou que o petista mentiu. Segundo um dos documentos,  o banco confirma que Ilário Marques se recusou assinar o contrato. Além disso, o programa do Governo Federal mostra que o empenho aconteceu no dia 23 de dezembro de 2020, portanto oito dias antes da data que o ex-gestor deixou o cargo. Veja os documentos acima e o vídeo abaixo com a fala do deputado.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.