Veja vídeo: Manifestantes cobram imediata posse do prefeito eleito de Pedra Branca, Matheus Gois

- por
  • Compartilhe:

No último domingo (1º), os eleitores de Pedra Branca foram as urnas em eleições suplementares para a escolha do novo prefeito e vice que irão comandar o município até 2024, após Antônio Góis, eleito em novembro de 2020, ter seu registro de candidatura negado pela Justiça Eleitoral. O pleito desse ano, colocou frente a frente, Matheus Gois (PSD), filho de Antônio Gois e Padre Antônio Menezes (PDT), que contava com o apoio do prefeito interino do município Rogério Curdulino. Ao final o pleito, Matheus Góis foi eleito com 13.060 votos o que representa 54,38%, contra 10.955 votos de Padre Antônio, ou 45,62% dos votos válidos.

Após o pleito, e já com o novo prefeito eleito, Rogério Curdulino, se negou a fazer o processo de transição de gestão e o presidente da Câmara de Pedra Branca, Juarez Arantes, se nega a dá posse imediata a Matheus Gois e quer marcar a solenidade apenas para o dia 1º de setembro. Diante do tamanho impasse que se gerou no município, manifestantes realizam na manhã dessa sexta-feira (06), um movimento pacífico em frente a sede do Legislativo e cobram a imediata posse do gestor eleito.

Através das redes sociais, o prefeito eleito cobrou uma rápida solução para o impasse e repudiou a forma que o prefeito interino vem conduzindo a situação. “Venho a público, na condição de prefeito eleito, em nome do meu partido PSD, e sobretudo em nome do povo de Pedra Branca, repudiar a decisão da gestão interina, que tem a frente o Sr. Rogerio Curdulino e da presidência da Câmara Municipal, na pessoa do vereador Juarez Abrantes, de se negarem a fazer, respectivamente, a transição e a minha posse como prefeito.”, declarou Matheus.

Enquanto não se chega a um acordo sobre o caso, o município segue em clima de incertezas sobre os próximos passos que serão dados pela gestão municipal. Assista abaixo o vídeo da manifestação.

 




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.