Dono de clínica acusado de manter 33 mulheres em cárcere privado é preso no interior do Ceará

- por
  • Compartilhe:

A Polícia Civil prendeu, na manhã desta quinta-feira (12), o diretor de uma clínica de repousos para mulheres idosas e com problemas psiquiátricos, no bairro Mirandão, na cidade do Crato. O homem é investigado por abuso sexual, maus-tratos, apropriação indevida de benefícios das vítimas e cárcere privado.

As diligências foram iniciadas pela manhã, quando policiais civis da Delegacia de Defesa da Mulher de Crato (DDM) se deslocaram à clínica para cumprir um mandado de prisão preventiva contra o diretor da clínica, identificado como Fábio Luna dos Santos, 35 anos, por denúncias de abuso sexual contra duas vítimas.

Na casa de saúde, a PC-CE constatou que todas as mulheres estavam aprisionadas em celas sem condições sanitárias. “O local não tinha nenhuma condição de funcionamento. Constatamos que essas mulheres estavam em condições subumanas e imediatamente acionamos o Centro de Referência Especializada de Assistência Social (Creas), Centro de Referência da Mulher do Crato (CRM) e Centro de Atenção Psicossocial (Caps) para o acompanhamento dessas vítimas”, relata a delegada Kamila Brito, titular da DDM-Crato.

Em depoimento, Fábio Luna negou qualquer conduta que caracterizasse maus-tratos, abuso sexual ou uso indevido dos benefícios das vítimas. Ele ainda afirmou que as celas eram trancadas apenas durante a noite, segundo ele, para garantir a segurança das mulheres. Por outro lado, a investigação policial aponta que as vítimas, em situação de debilidade, eram proibidas de sair das celas. Há indícios ainda que, em algumas ocasiões, as mulheres sofriam agressões físicas. As apurações também visam identificar se o investigado ministrava remédios sem orientação médica.

Assim, além de cumprir um mandado de prisão preventiva, a unidade especializada da Polícia Civil em Crato também autuou o suspeito em flagrante pelos crimes de maus-tratos e cárcere privado. Ainda será investigado uma possível apropriação indevida de benefícios das vítimas e lesões.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.