Agricultores de Quixadá terão direito ao Garantia Safra após adesão do município ao programa de segurança alimentar

- por
  • Compartilhe:

Os trabalhadores rurais de Quixadá que sofreram percas na lavoura terão direito a um importante benefício para amenizar os prejuízos causados pela estiagem, isso porque na manhã dessa segunda-feira (20), o prefeito Ricardo Silveira, assinou o termo de adesão do município ao Garantia Safra 2021-2022, assegurando um amparo a centenas de agricultores. A adesão ao programa estadual foi realizada em cerimônia ao lado do Governador do Estado, Camilo Santana, e contou com as presenças de diversas autoridades estaduais e dezenas de prefeitos.

A adesão ao Garantia Safra só está sendo possível porque o município está garantindo a contrapartida necessária à adesão, o que não ocorreu no ano de 2020. Para que os agricultores não perdessem o benefício este ano, a atual gestão teve que pagar as parcelas deixadas em atraso pela gestão anterior, tudo para que os trabalhadores do campo não deixassem de receber a ajuda.

O objetivo do Garantia Safra é garantir a segurança alimentar de agricultores familiares que residam em regiões com risco de perda de safra, por razão de estiagem ou enchentes. Serão beneficiados agricultores com renda mensal de até um salário-mínimo e meio, quando tiverem perdas de produção em seus municípios igual ou superior a 50%.

Caso haja a necessidade de liberação do benefício para os agricultores no próximo ano, poderão ser injetados na economia cearense cerca de R$ 107 milhões, oriundos de contrapartidas municipais, estadual e federal.

O pagamento da edição 2020-2021 está sendo efetuado desde o último 10 de dezembro. Foram contemplados 162 municípios, somando um total de 119.942 beneficiários com uma única parcela de R$ 850,00, o que representa a injeção de quase R$ 102 milhões na economia do Estado.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.