Ministério Público discute a criação do Geoparque Sertão Monumental para o desenvolvimento regional

- por
  • Compartilhe:

O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE), por meio do Centro de Apoio Operacional de Proteção à Ecologia, Meio Ambiente, Urbanismo, Paisagismo e Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico e Cultural (CAOMACE) e das Promotorias de Justiça de Quixadá, realizaram, no dia 16 de setembro, reunião com o objetivo de tratar, com outras instituições, sobre a futura estruturação e implementação do Geoparque Sertão Monumental.

O encontro contou com a participação do promotor de Justiça e coordenador do CAOMACE, Ronald Fontenele Rocha, do titular da 4ª Promotoria de Justiça de Quixadá, promotor Cláudio Chaves Arruda, e de representantes do Serviço Geológico do Brasil (SGB/CPRM), Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Ceará (IFCE) Campus Quixadá, Universidade Federal do Ceará (UFC), do Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (DNOCS), Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Secretaria do Meio Ambiente do Estado do Ceará (SEMA), Secretaria de Educação do Estado do Ceará (SEDUC), Associação Profissional dos Geólogos do Ceará (APGCE), Autarquia de Meio Ambiente de Quixadá (AMMA), Secretaria de Cultura de Quixadá e Procuradoria Geral do Município de Quixadá.

Na oportunidade, debateu-se a importância de um projeto da magnitude do Geoparque Sertão Monumental, com impacto positivo em nível local e regional, trazendo inúmeros benefícios ambientais, sociais e econômicos à população dos municípios de Quixadá e Quixeramobim, consolidando-se como uma proposta de desenvolvimento territorial sustentável, através da geoconservação, educação e turismo, com base no geopatrimônio da região.

De início, o professor doutor Rubson Pinheiro Maia, da UFC, apresentou a relevância científica da geomorfologia da região dos municípios de Quixadá e Quixeramobim. Em seguida, o geólogo mestre Luis Carlos Bastos Freitas, da SGB/CPRM, destacou informações sobre a importância da geologia local e os passos necessários para um geoparque conseguir a chancela da UNESCO. Na sequência, o professor Felipe Antônio Dantas Monteiro, do IFCE Campus Quixadá, doutorando em Geografia que pesquisa os geoparques do Brasil, apresentou o projeto Geoparque Sertão Monumental, demonstrando a importância da participação das instituições presentes à reunião, no referido projeto.

A reunião teve efeitos positivos, na medida em que todas as instituições presentes manifestaram expresso interesse em apoiar e colaborar com o projeto. Ao final, ficou estabelecido que será realizada reunião técnica em data breve, entre os membros do Comitê Científico idealizadores do projeto, Ministério Público, SEMA e municípios envolvidos, para definir a formatação de grupo de trabalho para planejamento e acompanhamento da implementação do Geoparque Sertão Monumental.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.