Mais de 100 mil pessoas participaram do Festival Quixadá Junino, o maior da história

- por
  • Compartilhe:

Foram dois anos de espera recompensados com quatro dias de festa, para quem gosta de forró. A prefeitura de Quixadá, por meio da Secretaria Municipal de Turismo, realizou, entre os dias 25 e 28 de maio, o primeiro Quixadá Junino na praça José de Barros.

O evento teve a participação de mais de 100 mil foliões durante os quatro dias de evento. A festa foi um sucesso de público e crítica. São muitos os comentários nas redes sociais da Prefeitura elogiando a organização e a estrutura do evento.

O Major Humberto, da Polícia Militar do Ceará, que acompanhou as operações militares durante o evento, relatou a ausência de casos de violência no festival: “Foi tudo muito tranquilo e dentro da normalidade. Nenhum caso de risco a vida ou de confusão generalizada”, disse o Comandante.

Foram destacados 50 policiais militares, POJ, Raio e Cotar, a Guarda Municipal, o Departamento de Trânsito, a fiscalização da Sedumasp e 80 seguranças particulares, para acompanhar e garantir a tranquilidade da população. Também esteve disponível no complexo do evento, uma equipe de enfermagem e uma ambulância. O Secretário Municipal de Turismo, Fabiano Cabral, resumiu o evento em uma palavra: “Sucesso”.

O Quixadá Junino incrementou as receitas do comércio local, garantiu muitas vendas para os barraqueiros e para os participantes da II Feira da Agricultura Familiar e Conecta Sebrae, também valorizou a cultura local com quadrilhas e atrações musicais locais. Todos os objetivos propostos para o evento foram atingidos.

O Prefeito Ricardo Silveira que acompanhou todos os dias do festejo, disse que “o I Quixadá Junino já é o maior São João do Sertão Central. Tenho gratidão por todas as pessoas que vieram e fizeram esse evento acontecer”, finalizou o prefeito que andou entre os folies e foi saudado pela população presente. (Com informações ASCOM/PMQ)




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.