Assista: Durante live, cantor Rômulo Santaray exalta músicos quixadaenses e celebra volta da Banda de Quixadá

- por
  • Compartilhe:

Quixadá é um celeiro de grandes músicos e a banda municipal de Quixadá é uma das mais antigas e tradicionais do estado, de onde já passaram músicos que posteriormente ingressaram em diversas bandas famosas como Aviões do Forró, Garota Safada, Solteirões do Forró, Lagosta Bronzeada e outras.

No entanto, nem toda história e tradição foram capazes de impedir a extinção da banda de música de Quixadá no ano de 2019 após a sede da banda ter sido interditada por precariedade na estrutura física e a retirada a ajuda financeira aos bolsistas. Desde então, os músicos ficaram sem nenhum tipo de apoio municipal, ensaiando por conta própria e foram abrigados pelo Instituto Mastro Zé Pretinho, que está sob a responsabilidade do Maestro Didi Barros.

No entanto, em 2020, logo após ser eleito, o prefeito de Quixadá, Ricardo Silveira, reuniu-se com representantes da banda de música e garantiu a retomada da atividades, sendo inclusive homenageado em sua posse e dias depois em uma confraternização popular organizada para comemorar a vitória de Ricardo Silveira.

Durante uma live realizada pelas redes sociais, o cantor quixadaense Rômulo Santaray, fez questão de parabenizar pela retomada da banda de música de Quixadá. “Parabéns Dr. Ricardo Silveira, o senhor juntamente com o maestro Didi Barros e toda a família Ferreira Barros, resgataram a história do maestro Zé Pretinho. Muito obrigado por considerar a posição dos músicos da banda municipal de Quixadá”, acrescentou.

Nos próximos dias, o prefeito de Quixadá, Ricardo Silveira, deverá dar mais uma importante demonstração de valorização e reconhecimento da Cultura local, e irá assinar a portaria que recria a banda de música municipal. A sede da banda vem sendo reformada e em breve deverá ficar pronta.

Assista abaixo o vídeo.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.