Pré-candidatos que fizerem propaganda eleitoral antecipada em Boa Viagem e Madalena poderão ser multados em até R$ 25 mil

- por
  • Compartilhe:

O Ministério Público Eleitoral (MPE), por meio da 63ª Zona, que abrange os municípios de Boa Viagem e Madalena, expediu uma recomendação nessa terça-feira (14/05) orientando que os pré-candidatos às eleições municipais de 2024 nessas duas cidades evitem realizar propaganda antecipada. Conforme a legislação, a propaganda eleitoral somente é permitida após o dia 15 de agosto do ano da eleição.

O MP Eleitoral recomenda que, antes de 16 de agosto de 2024, os dirigentes partidários e os pré-candidatos às eleições municipais se abstenham de fazer qualquer propaganda eleitoral. Não podem ser feitos elogios, agradecimentos, divulgação de qualidades pessoais e profissionais ou anúncio de projetos que possam configurar propaganda subliminar de quem quer que venha a ser candidato às próximas eleições ou conter pedido explícito de votos.

O promotor eleitoral Alan Moitinho adverte que essa conduta pode configurar propaganda eleitoral antecipada, sujeitando o infrator e o beneficiário à multa eleitoral, que varia de R$ 5 a R$ 25 mil; abuso do poder econômico ou uso indevido de meios de comunicação, levando o agente à inelegibilidade e o candidato à cassação do registro ou do diploma e à desconstituição do mandato eletivo; e movimentação ilícita de recursos de campanha, com previsão de cassação do diploma.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.