Ministério Público cobra na Justiça o aumento do efetivo da Polícia Civil de Baturité

- por
  • Compartilhe:

O Ministério Público do Estado do Ceará cobrou, nesta segunda-feira (10), que a Justiça acate Ação Civil Pública ajuizada pela 1ª Promotoria de Justiça de Baturité que, dentre outras coisas, pede o aumento do quantitativo de policiais na cidade. Na ação, o MP do Ceará ressalta que ocorreu um aumento expressivo no número de homicídios em Baturité.

Além disso, após inspeção realizada em 6 de maio deste ano, foi constatado pelo MP que a Delegacia Regional, que atende vários municípios do Maciço de Baturité, conta com somente um delegado, dois escrivães (sendo um cedido à delegacia de Guaramiranga) e cinco inspetores. Em 2022, a equipe somava quatro escrivães, dois delegados e oito inspetores. Isso quer dizer que a equipe foi reduzida pela metade, mesmo com a escalada de crimes.

Segundo a Constituição Federal de 1988, a segurança pública é dever do estado, direito e responsabilidade de todos. Em razão disso, a ACP requer que o Estado do Ceará se abstenha de realizar gasto, fazer licitação ou celebrar contrato referente à publicidade e propaganda, até que o efetivo policial judiciário de Baturité seja recomposto.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.