Segurança Pública do Ceará terá reforço de mais 1.100 PMs a partir da próxima semana

- por
  • Compartilhe:

Em conversa semanal com a população, por meio das redes sociais, nesta quarta-feira (12), o governador Elmano de Freitas anunciou que a Segurança Pública do Ceará contará com reforço de 1.135 policiais militares a partir da próxima semana. O efetivo irá atuar, de forma prioritária, em Fortaleza e na Região Metropolitana da Capital.

“A chegada desse reforço é para a nossa população perceber, ver e sentir uma maior presença da polícia nas nossas ruas. Vamos seguir no combate das organizações criminosas que tanto amedrontam o nosso povo”, destacou o governador Elmano de Freitas.

A atuação dos novos policiais militares se dará a pé e também de forma motorizada em ruas, praças, áreas de praias, centros comerciais, corredores de grande movimentação de pessoas, além de outros locais da cidade e RMF.

Por telefone, o secretário da Segurança Pública, Roberto Sá, também participou da conversa com a população e agradeceu ao Governo do Estado por todo o apoio contra a criminalidade. “Seguindo as orientações do governador, me reuni com cada vinculada e passamos novas diretrizes, como a redistribuição do efetivo para locais, após um estudo de análise criminal, onde a ação era mais necessária. Com a integração das forças, já começamos a efetuar prisões com uma ação repreensiva qualificada, aumentando assim a visibilidade dessa polícia ostensiva. Agradeço ao governador pela confiança e investimentos na área da Segurança”, disse.

Na última segunda-feira (10), foi criado o Comitê Estratégico de Segurança Integrada do Ceará (Coesi), ação que irá promover a atuação coordenada e sistêmica dos três Poderes, – Executivo, Legislativo e Judiciário, além de órgãos da Segurança Pública e Justiça estaduais em prol do combate ao crime em todo território cearense. A primeira reunião do Coesi está marcada para a próxima terça-feira (18).




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.