Quixadá e outros 64 municípios cearenses recebem recursos do Governo do Estado para investimento na Cultura

- por
  • Compartilhe:

Cultura fortalecida em todo o Ceará. Na última sexta-feira (5), o governador Elmano de Freitas anunciou que o Estado repassou R$15 milhões referentes à primeira parcela do Pacto Pela Cultura, que prevê o investimento anual de R$ 30 milhões. O Pacto foi firmado em abril deste ano pelo Governo do Ceará, por meio da Secretaria da Cultura (Secult), para apoiar os municípios na governança das políticas públicas culturais e na estruturação dos Sistemas Municipais de Cultura.

Elmano de Freitas destacou o regime de colaboração conduzido pelo Estado para apoiar municípios e ampliar o acesso à cultura. “Em abril, o presidente Lula sancionou a lei para podermos ter um Sistema Nacional de Cultura em nosso País. Passamos muito tempo sem sequer ter Ministério da Cultura. Voltamos a ter o Ministério da Cultura, política cultural, colaboração do Governo Federal com os estados e municípios. Aqui, no Ceará, estamos cada vez mais buscando a construção desse sistema de cultura com a nossa Secretaria de Cultura e o Fundo Estadual da Cultura”, ressaltou.

A primeira parcela, transferida na quinta-feira (4), contempla 65 cidades cearenses habilitadas na primeira convocatória. Cada município recebe do Estado um aporte financeiro de R$230.769,23, para utilização conforme seu plano de ação submetido na segunda fase da convocatória, no Mapa Cultural.

A transferência foi realizada de fundo a fundo, que se caracteriza pelo repasse de recursos diretamente do Fundo Estadual da Cultura (FEC) aos Fundos Municipais de Cultura. O Ceará é pioneiro nessa modalidade, que favorece a descentralização de recursos visando fortalecer as políticas públicas de fomento cultural, sem necessidade de celebração de convênios ou instrumentos congêneres, na forma da Lei.

A secretária da Cultura do Ceará, Gecíola Fonseca, pontuou que a iniciativa representa o desenvolvimento sustentável e o fortalecimento da economia da Cultura. “É um momento histórico e de grande alegria. O recurso vai fortalecer essa estruturação dos órgãos municipais de cultura, para que tenham condições de executar os seus sistemas municipais”, afirmou.

Ainda de acordo com a titular da Secult, a segunda convocatória será aberta entre o final de julho e início de agosto deste ano, com foco em projetos de infraestrutura.

O recurso é fundamental para o desenvolvimento e formatação das políticas culturais nos municípios, por meio da formação de agentes culturais; estruturação dos Órgãos Municipais de Cultura, incluindo a aquisição de materiais e melhorias de instalações físicas; além do fortalecimento do sistema de bandas e Orquestras Municipais, com a compra e manutenção de instrumentos musicais. Neste sentido, o Pro-Siec pretende articular prefeitos, gestores municipais, dirigentes, entidades culturais e trabalhadores da cultura nos 184 municípios para a efetivação e fortalecimento dos seus Sistemas de Cultura.




Deixe seu comentário

Os comentários do site Monólitos Post tem como objetivo promover o debate acerca dos assuntos tratados em cada reportagem.
O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.